A.2. Iniciar o instalador

Para links rápidos para as imagens de instalação, visite a página do debian-installer. A equipa do cd-debian disponibiliza, na página de CDs/DVDs Debian, compilações de imagens de instalação que utilizam o debian-installer. Para mais informação sobre onde obter imagens de instalação, veja Secção 4.1, “Imagens de instalação oficiais de Debian GNU/Linux”.

Alguns métodos de instalação necessitam de outras imagens diferentes das para meios ópticos. A página do debian-installer tem links para outras imagens. A Secção 4.2.1, “Onde Encontrar Imagens de Instalação” explica como encontrar imagens nos mirrors Debian.

As subsecções abaixo irão dar os detalhes sobre qual das imagens deverá utilizar para cada possível meio de instalação.

A.2.1. Disco Óptico

A imagem de CD netinst é uma imagem popular que pode ser utilizada para instalar bullseye com o debian-installer. Este método de instalação destina-se a arrancar a partir da imagem e instalar pacotes adicionais através da rede; daí o nome netinst. A imagem tem os componentes de software necessários para correr o instalador e pacotes base para disponibilizar um sistema bullseye mínimo. Se preferir, pode obter uma imagem de CD/DCV completo, a qual não necessitará de rede para a instalação. Irá necessitar apenas da primeira imagem do conjunto.

descarregue o tipo que preferir e grave-o para um disco óptico. Para arrancar a partir do disco, poderá ter de alterar a configuração da sua BIOS/UEFI, conforme é explicado na Secção 3.6.1, “Invocar o Menu de Configuração da BIOS/UEFI”.

A.2.2. Pen de memória USB

É também possível instalar a partir de um dispositivo amovível USB. Um porta-chaves USB, por exemplo, pode dar para uma meio de instalação de Debian que poderá transportar para todo lado.

A forma mais fácil de preparar a sua pen de memória USB é obter qualquer imagem de CD ou de DVD que caiba lá, e escrever a imagem directamente para a pen. Claro que isto irá destruir tudo o que já esteja na pen. Isto funciona porque as imagens de CD/DVD de Debian são imagens isohybrid que podem arrancar quer a partir de discos ópticos, quer de pens USB.

Existem outras formas mais flexíveis para preparar a pen de memória para utilizar o instalador debian, e é possível que funcione com uma pen de memória de menor capacidade. Para detalhes, visite a Secção 4.3, “Preparar Ficheiros para iniciar a partir de pen USB”.

Enquanto que arrancar a partir de armazenamento USB é bastante comum em sistemas UEFI, isto é diferente no mundo da antiga BIOS. Algumas BIOS podem arrancar directamente do armazenamento USB, e outras não. Poderá ter que configurar a sua BIOS/UEFI para activar USB legacy support ou Legacy support. O menu de escolha do dispositivo de arranque deverá mostrar removable drive ou USB-HDD para que arranque a partir de um dispositivo USB. Para dicas úteis e detalhes, veja Secção 5.1.1, “Arrancar a partir de 'pen' USB”.

A.2.3. Iniciar a partir da rede

É também possível iniciar o debian-installer totalmente a partir da rede. Os vários métodos para netboot dependem da arquitectura e da configuração de netboot. Os ficheiros em netboot/ podem ser utilizados para netboot debian-installer.

A coisa mais simples para configurar é provavelmente o PXE netbooting. Descomprimir o ficheiro netboot/pxeboot.tar.gz para /srv/tftp ou para onde for mais apropriado para o seu servidor tftp. Configurar o seu servidor DHCP para passar o nome do ficheiro pxelinux.0 aos clientes, e com sorte tudo estará simplesmente a funcionar. Para instruções detalhadas, veja Secção 4.5, “Preparar Ficheiros para Arrancar Através da Rede por TFTP”.

A.2.4. Iniciar de disco rígido

É possível iniciar o instalador sem utilizar dispositivos amovíveis, mas apenas com o disco rígido existente, o qual poderá ter um sistema operativo diferente. Obtenha hd-media/initrd.gz, hd-media/vmlinuz, e uma imagem de CD/DVD Debian para o directório raiz do seu disco rígido. Certifique-se que a imagem tem um ficheiro cujo o nome termina em .iso. Agora é só uma questão de iniciar o linux com o initrd. A Secção 5.1.5, “A arrancar a partir de Linux utilizando GRUB explica uma forma de o fazer.