2.1. Hardware Suportado

Debian não impõe requisitos de hardware para além dos requisitos do kernel Linux ou do kernel kFreeBSD e dos conjuntos de ferramentas GNU. Por isso qualquer arquitetura ou plataforma para a qual tenha sido portado o kernel Linux ou kFreeBSD, libc, gcc, etc. e para a qual exista um port de Debian, poderá correr Debian. Para mais detalhes acerca dos sistemas com a arquitetura 64-bit PowerPC (little-endian) que tenham sido testados com Debian GNU/Linux, por favor, veja as páginas dos Ports em https://www.debian.org/ports/powerpc/.

Em vez de tentar descrever todas a configurações de hardware diferentes que são suportadas por 64-bit PowerPC (little-endian), esta seção contém informação geral e indicações de onde se pode encontrar informação adicional.

2.1.1. Arquiteturas Suportadas

Debian GNU/Linux 11 suporta 9 arquiteturas de maior relevo e algumas variações de cada arquitetura conhecidas por flavors.

Arquitetura Designação Debian Sub-arquitetura Flavor
AMD64 & Intel 64 amd64    
Baseado em Intel x86 i386 máquinas x86 padrão padrão
apenas domínios Xen PV xen
ARM armel Marvell Kirkwood e Orion marvell
ARM com FPU em hardware armhf multi-plataforma armmp
ARM 64bit arm64    
MIPS 64bit (little endian) mips64el MIPS Malta 5kc-malta
Cavium Octeon octeon
Loongson 3 loongson-3
MIPS 32bit (little endian) mipsel MIPS Malta 4kc-malta
Cavium Octeon octeon
Loongson 3 loongson-3
Power Systems ppc64el IBM POWER8 ou máquinas mais recentes  
IBM S/390 de 64bit s390x IPL a partir de VM-reader e DASD genérico

Este documento cobre a instalação para a arquitetura 64-bit PowerPC (little-endian) utilizando o Linux. Se está à procura de informação acerca de qualquer uma das outras arquiteturas suportadas por Debian veja a página dos Debian-Ports.

Este é o primeiro lançamento oficial de Debian GNU/Linux para a arquitetura 64-bit PowerPC (little-endian). Nós sentimos que já se provou o suficiente para ser lançado. No entanto, devido a não ter a exposição (e consequentemente o teste por utilizadores) que algumas outras arquiteturas tiveram, poderá encontrar alguns bugs. Utilize o nosso Sistema de Seguimento de Bugs para relatar quaisquer problemas; não se esqueça de mencionar o facto que o bug está presente na arquitetura 64-bit PowerPC (little-endian) utilizando o kernel Linux. Pode ser necessário usar também a mailing list debian-powerpc

2.1.2. Suporte de CPUs, Placas principais e de Vídeo

2.1.2.1. Máquinas

  • S822L

  • S821L

  • S822

  • S821

  • TYAN GN70-BP010

2.1.3. Múltiplos Processadores

O suporte a multi-processador — também chamado de multiprocessamento simétrico ou SMP — está disponível para esta arquitetura. Ter vários processadores num computador era originalmente um tópico para sistemas servidor topo de gama mas nos últimos anos tornaram-se vulgares com a introdução dos chamados processadores multi-core. Estes contêm duas ou mais unidades de processamento, chamadas de cores, num único chip.

A imagem standard de kernel de Debian 11 foi compilada com suporte para SMP. Também é utilizável, sem qualquer problema, em sistemas não-SMP.

2.1.4. Suporte de Hardware Gráfico

O suporte para interfaces gráficos de Debian é determinado pelo suporte encontrado no sistema X11 do X.Org e do kernel. O kernel disponibiliza gráficos básicos de framebuffer, enquanto que os ambientes gráficos utilizam o X11. A disponibilidade das funcionalidades avançadas da placa gráfica tal como aceleração 3D por hardware ou vídeo acelerado por hardware, depende do próprio hardware gráfico utilizado no sistema e em alguns casos da instalação de firmware adicional (veja Secção 2.2, “Dispositivos que Necessitam de Firmware”).

Podem ser encontrados detalhes acerca de hardware gráfico e dispositivos apontadores suportados em https://wiki.freedesktop.org/xorg/. Debian 11 é lançado com X.Org versão 7.7.

2.1.5. Hardware Para Ligação em Rede

Quase todas as placas de rede (NIC) suportadas pelo kernel Linux também deverão ser suportadas pelo sistema de instalação; os controladores deverão ser carregados automaticamente.

2.1.6. Ecrãs Braille

O suporte para ecrãs braille é determinado pelo suporte subjacente de brltty. A maioria dos ecrãs trabalha sob brltty, ligado através de uma porta série, USB ou bluetooth. Os detalhes dos dispositivos braille suportados podem ser encontrados no website brltty. Debian GNU/Linux 11 vem com brltty versão 6.3.

2.1.7. Periféricos e Outro Hardware

Linux suporta uma grande variedade de dispositivos de hardware tais como ratos, impressoras, scanners, dispositivos PCMCIA/CardBus/ExpressCard e USB. No entanto a maioria destes dispositivos não são necessários durante a instalação do sistema.