3.6. Pré-Instalação do Hardware e Configuração do Sistema Operativo

Esta seção irá guiá-lo através da configuração de hardware durante a pré-instalação, se existir alguma, que necessite fazer antes de instalar Debian. Normalmente isto envolve verificar e possivelmente alterar definições de BIOS/UEFI/firmware no seu sistema. A BIOS/UEFI ou o firmware do sistema é o software utilizado pelo hardware; é o mais crítico invocado durante o processo de arranque (depois de o ligar).

3.6.1. Configuração da BIOS

De modo a instalar Debian GNU/Linux em S/390 ou numa máquina zSeries primeiro tem de iniciar um kernel para o sistema. O mecanismo de arranque desta plataforma é inerentemente diferente das outros, especialmente dos sistemas do tipo PC, e irá notar uma grande diferença enquanto trabalha com esta plataforma: a maior parte do tempo (senão sempre) irá trabalhar remotamente, com a ajuda de um software cliente de sessão tal como telnet, ou um browser. Isto é devido à arquitectura especial do sistema onde a consola 3215/3270 é baseada em linhas em vez de ser baseada em caracteres.

Linux nesta plataforma corre quer nativamente directamente na máquina, numa chamada LPAR (Partição Lógica) ou numa máquina virtual disponibilizada pelo sistema VM. O meio de arranque depende do modo de execução. Por exemplo, pode utilizar o leitor de cartões virtual de uma máquina virtual, ou arrancar a partir da HMC (Hardware Management Console) de uma LPAR se o HMC e esta opção estiverem disponíveis para si.

Antes de fazer realmente uma instalação, tem de percorrer algumas etapas de design e de preparação. A IBM tornou disponível documentação acerca de todo o processo, p.e. como preparar um meio de instalação e como fazer o arranque a partir desse meio. Duplicar a informação aqui não é possível nem necessário. No entanto, nós vamos tentar descrever que dados específicos de Debian são necessários e onde os pode encontrar. Utilizando ambas as fontes de informação, terá de preparar a sua máquina e o meio de instalação antes de poder arrancar a partir dele. Quando vir a mensagem de boas vindas na sua sessão de cliente, volte novamente a este documento para percorrer as etapas de instalação específicas de Debian.

3.6.2. Instalações Nativas e por LPAR

Por favor veja o capítulo 5 do Linux for S/390 Redbook e capítulo 3.2 do Linux for IBM eServer zSeries and S/390: Distributions Redbook acerca de como definir uma LPAR para Linux.

3.6.3. Instalação como um VM guest

Por favor veja o capítulo 6 do Linux for S/390 Redbook e capítulo 3.1 do Linux for IBM eServer zSeries and S/390: Distributions Redbook em como definir um VM guest para correr Linux.

Tem de copiar todos os ficheiros a partir do subdirectório generic para o seu disco CMS. Assegure-se que transfere kernel.debian e initrd.debian em modo binário com um registo de tamanho fixo de 80 caracteres (especificando no seu cliente de FTP BINARY e LOCSITE FIX 80. parmfile.debian pode ser no formato ASCII ou em EBCDIC. É incluído um script debian.exec como exemplo, o qual irá por os ficheiros na ordem correcta.

3.6.4. Preparar um servidor de instalação

Se não tiver uma ligação à Internet (quer directamente quer via uma proxy web) necessitará criar um servidor de instalação local que possa ser acedido a partir do seu S/390. Este servidor mantém todos os pacotes que quiser instalar e tem de os tornar disponíveis utilizando NFS, HTTP ou FTP.

O servidor de instalação necessita de copiar a estrutura exacta de directórios a partir de qualquer mirror Debian GNU/Linux mas apenas são necessários os ficheiros de S/390 e independentes de arquitectura. Pode também copiar o conteúdo de todas as imagens de instalação para essa tal estrutura de directórios.

FIXME: mais informação necessária — de um Redbook?